Parlamento sul-africano realiza sessão em homenagem a Nelson Mandela

O serviço fúnebre oficial começa amanhã, com a reunião de dezenas de líderes mundiais no estádio FNB (Soccer City), em Johannesburgo

O parlamento da África do Sul abre, nesta segunda-feira (9/12) as portas à população para uma sessão especial, em homenagem a Madiba. Às 14h, o arcebispo emérito Desmond Tutu lidera uma cerimônia na Fundação Nelson Mandela. O serviço fúnebre oficial começa amanhã, com a reunião de dezenas de líderes mundiais no estádio FNB (Soccer City), em Johannesburgo, onde Mandela apareceu pela última vez em público, durante a Copa do Mundo de 2010. Ao menos 59 chefes de Estado e de governo confirmaram presença, anunciou, ontem, o ministro da presidência Collins Chabane. O corpo do ex-presidente será sepultado no domingo, no vilarejo de Qunu, onde passou a infância.

Líderes espirituais, membros da realeza, representantes de organizações regionais — como a União Europeia e a União Africana -, além de outras figuras proeminentes, também estarão presentes nas cerimônias de amanhã. “O fato de líderes mundiais estarem vindo para a África do Sul em um prazo tão curto mostra o espaço especial que o presidente Mandela tem no coração das pessoas de todo o planeta”, declarou Chabane.

Entre os confirmados, estão a presidente Dilma Rousseff e todos os ex-presidentes brasileiros vivos; o presidente dos EUA, Barack Obama, e os antecessores; o secretário-geral da Organização das Nações Unidas, Ban Ki-moon; e o líder da Autoridade Palestina, Mahmud Abbas. A rainha Elizabeth II estará representada pelo príncipe Charles, herdeiro imediato do trono da Grã-Bretanha.

Uma comitiva iraniana deve acompanhar os tributos, apesar de não estar certo se o presidente Hassan Rowhani vai comparecer ao funeral. Um jornal ultraconservador do Irã publicou um alerta de que as cerimônias seriam usadas como “armadilha” para forçar um encontro entre Rowhani e Obama. O líder espiritual tibetano dalai-lama, exilado no norte da Índia desde 1959, não deve participar dos tributos, informou ontem um porta-voz. Desde 2009, o budista teve dois pedidos de visto para a África do Sul negados pelas autoridades.

Semana de despedida

Programação das cerimônias oficiais antes do enterro do
ex-presidente sul-africano:

Segunda-feira
» Cidade do Cabo — Sessão extraordinária no Parlamento (às 10h, pelo horário de Brasília).

Terça-feira
» Soweto — “Cerimônia oficial de homenagem” e “serviço funeral do Estado”, com a presença de dezenas de milhares de pessoas e de chefes de Estado e de governo no estádio FNB (Soccer City). Transmissão ao vivo da cerimônia em telões instalados em vários locais do país.

Quarta-feira
» Pretória — Os restos mortais de Mandela serão velados na sede do governo (Union Buildings). O uso de câmeras fotográficas e celulares será proibido. O corpo será levado pelas ruas da capital, onde a população poderá homenagear o líder.

Quinta-feira
» Pretória — O caixão será levado pelas ruas da capital e, em seguida, velado em Union Buildings.

Sexta-feira
» Pretória — O caixão será levado pelas ruas da capital e, em seguida, velado em Union Buildings.

Sábado
» Pretória — Cerimônia de despedida do Congresso Nacional Africano na Base da Força Aérea, em Waterkloof.
» Mthatha — Os restos mortais serão levados em procissão até Qunu, onde o clã Thembu realizará uma cerimônia tradicional.

Domingo
» Qunu — Segundo funeral antes do sepultamento de Nelson Mandela, que será realizado nessa aldeia, onde ele foi criado.

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Parlamento sul-africano realiza sessão em homenagem a Nelson Mandela

Deixe o seu comentário

Você deve estar logado para comentar.