Médicos concluem que Roberto Jefferson tem saúde para ser preso

O delator do mensalão pode cumprir pena na cadeia se tiver assistência periódica

Adriana Caitano

A junta médica que avaliou o estado de saúde do delator do mensalão, o ex-deputado federal Roberto Jefferson, concluiu que ele não precisa cumprir pena em casa ou em um hospital, como pleiteia sua defesa. No documento, que foi anexado aos autos da Ação Penal 470, os profissionais do Instituto Nacional do Câncer (Inca) que participaram da perícia apontam não haver mais indícios do tumor no pâncreas. O ex-deputado foi submetido a cirurgia, em 2012, para a retirada do câncer. Mas os médicos reconheceram que Jefferson ainda tem sequelas do tratamento a que foi submetido.

O documento foi concluído pelos médicos na última quarta-feira, mas só ficou disponível no sistema eletrônico do Supremo Tribunal Federal (STF), reservado a advogados e cadastrados, neste fim de semana. “Do ponto de vista oncológico, esta junta não identifica como imprescindível, para o tratamento do Sr. Roberto Jefferson Monteiro Francisco, que ele permaneça em sua residência ou internado em unidade hospitalar”, afirmam os profissionais do Inca indicados pelo Supremo.

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Médicos concluem que Roberto Jefferson tem saúde para ser preso

Deixe o seu comentário

Você deve estar logado para comentar.