São Miguel do Gostoso é cheio de praias selvagens e encantadoras

A gastronomia do Rio Grande do Norte é de primeira. Os esportes praticados por lá são radicais. E o povo, como qualquer praiano, sabe acolher carinhosamente os turistas

Lilian Monteiro

É lá, onde o vento faz a curva, na esquina do continente sul-americano. Assim, você localiza São Miguel do Gostoso, no Rio Grande do Norte. Um paraíso que começa a ser descoberto por brasileiros e já bem explorado por italianos, alemães, espanhóis e franceses. Lugar para quem procura tranquilidade, sossego, natureza e esportes a vela. Gostoso, como é chamado carinhosamente por moradores e por quem passa por lá, é ideal para jogar conversa fora, namorar e se apaixonar, curtir o balanço da rede ao som do vento e se reunir num luau.

É também lugar de kite e windsurfe. Com temperaturas e ventos perfeitos (a média na região é de 18 a 24 nós e, em dias excepcionais, pode chegar a 35 nós), São Miguel do Gostoso é considerado um dos melhores palcos para velejo do mundo. Há espaço para profissionais e amadores, já que há três escolas com curso para iniciante, ensino de manobras, aluguel de esquipamentos e depósito de velas e pranchas. O colorido das pipas no mar é um espetáculo à parte.

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for São Miguel do Gostoso é cheio de praias selvagens e encantadoras

Deixe o seu comentário

Você deve estar logado para comentar.