Serviço 4G é lançado no limite do prazo para a Copa das Confederações

Desde 30 de abril vigora a exigência da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) para que o 4G funcione em pelo menos 50% da área urbana de cada uma das cidades sede da Copa das Confederações (Brasília, Belo Horizonte, Fortaleza, Salvador e Recife), que será realizada este mês. No DF, Vivo, TIM e Oi anunciaram a venda da nova tecnologia no prazo limite, enquanto a Claro já opera desde 16 de abril.Segundo a diretora da Claro para o Centro-Oeste, Soraia Tupinambá, os investimentos começaram dois anos antes de adquirir a licença do 4G no leilão da Anatel. “Trabalhamos na parte de infraestrutura, para melhorar a capacidade do 3G, principalmente na transmissão, que é a mais demorada e cara. Quando compramos um dos lotes, a etapa mais difícil tinha sido cumprida”, explica.
Maurício Santos, diretor regional da Vivo para o Centro-Oeste, também afirma que a preparação da operadora foi feita com antecedência. “Nos antecipamos para a chegada do 4G, estudando qual seria a frequência mais adequada a nossa realidade. Temos uma faixa compatível com nossas aspirações”, conta. No DF, a operadora tem 60% de cobertura na área urbana, acima da exigência imposta pela Anatel.
Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Serviço 4G é lançado no limite do prazo para a Copa das Confederações

Deixe o seu comentário

Você deve estar logado para comentar.