Um Papa no Metrô

fonte: Extra

Jornais do mundo inteiro destacaram a simplicidade de Jorge Bergoglio, cardeal escolhido nesta quarta-feira para ser o novo Papa. Essa característica de Francisco foi citada por pessoas que conviveram com ele em entrevistas à imprensa, que chegou a divulgar um hábito comum do jesuíta: utilizar o transporte público de Buenos Aires. Na manhã desta quinta-feira, fotos publicadas pelo jornal argentino La Nación confirmam esta informação.

De acordo com a publicação, Bergoglio chegou a recusar a passagem em classe executiva para ir à Roma, para o conclave. Em vez disso, o então cardeal viajou na classe econômica. Ele tinha o hábito de preparar as próprias refeições, jantar e almoçar sozinho. De acordo com o perfil publicado pelo jornal, Bergoglio tomava uma taça de vinho de vez em quando e rezava missas em vilarejos.

Os moradores de Flores, bairro onde nasceu Bergoglio há 74 anos, em Buenos Aires, acreditam que ele será um “Papa da vizinhança”. Osvaldo Dapueto, de 68 anos, ainda vive na região. Ele foi amigo do cardeal na infância.- Éramos ótimos vizinhos. Ele era um garoto muito estudioso. Às vezes ficava um tempo conosco, mas sempre se dedicou muito aos estudos, não era um preguiçoso como nós – observou Dapueto.

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Um Papa no Metrô

Deixe o seu comentário

Você deve estar logado para comentar.