Atrasada e ineficiente

  Dilma, enfim, anunciou a sua reforma ministerial. Em vez da extinção de dez ministérios, o corte atingiu apenas oito; mesmo assim, de concreto, somente os cargos de ministros deixaram de existir, já que as atividades e grande parte das estruturas antigas, incluindo aí os cargos de confiança, serão absorvidas em áreas afins. Simbolicamente, a presidente também reduziu o seu salário e o dos integrantes do primeiro escalão em 10%. Em vez de R$ 30 mil, receberá R$ 27 mil. É uma decisão que não leva a lugar nenhum nem…

Leia Mais